Instituição

 

1-      APRESENTAÇÃO: 

            Em 15 de outubro de 2000, membros da SSVP (entidade com atividades na cidade desde junho de 1921) O LAR SÃO VICENTE DE PAULO DE CAPITÓLIO, Obra Unida ao Conselho Central de Piumhi, Conselho este ao qual somos hierarquicamente  subordinado. Entidade filantrópica “com finalidade a prática da caridade cristã no campo da assistência social e da promoção humana, visando dar atendimento às pessoas idosas carentes, doentes e deficientes sem a proteção da família ou não as tem”. Manter o estabelecimento destinado a abrigar pessoas idosas de ambos os sexos, visando à preservação de sua saúde física e mental. (Estatuto do Lar São Vicente de Paulo de Capitólio – art. 1º e 2 º ).

VISÃO:

Instituição de caridade de assistência material, moral, intelectual, social e espiritual em condições de liberdade.

NEGÓCIO:

Defesa e direito das pessoas carentes de ter atendimento gratuito e amparo à velhice, assim como as famílias com dificuldade de cuidar de seus doentes. 

2-       ÂMBITO DE ATUAÇÃO:

Assistência Básica:

Atuação junto à população que vive em situação de risco, vulnerabilidade social decorrente da pobreza, privação ou ausência de renda, precário  ou, fragilização de vínculos afetivos. Encaminhando para a entidade explicando os serviços de proteção social especial de alta complexidade que são garantir a proteção integral – moradia, alimentação, tratamento higienização e lazer protegido.

MISSÃO:

Prestação de assistência gratuita aos reconhecidamente pobres, de acordo com as possibilidades e o estabelecido na legislação em vigor. Atendimento com dignidade a todos os internos  e às famílias deles, no sentido de promovê-los e reintegrá-los, conforme o caso. Será observado o princípio da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade, economicidade e da eficiência.

 Finalidades estatutárias:

          O Lar São Vicente de Paulo de Capitólio tem por finalidade a prática da caridade no campo da assistência social e da promoção humana, Destinado a receber e abrigar em seu estabelecimento pessoas idosas de ambos os sexos, preferencialmente com idades superiores á 60 anos, portadores ou não de deficiências físicas e mentais nos limites de suas possibilidades de recursos humanos, materiais e financeiros.

Proporcionando-lhes assistência material, moral, intelectual, social, cultural e espiritual, em condições de liberdade e dignidade, visando a preservação de sua saúde física e mental.

Criar e manter serviços destinados ao atendimento de família e pessoas necessitadas, tais como assistência médica, medicamentos, dentárias, exames e outros.

Objetivos:

          Prestar assistência gratuita aos idosos, doentes e desvalidos, reconhecidamente pobres, abrigando-os na entidade e dando-lhes atendimento digno. Na medida do possível fazendo com que eles tenham autonomia e podendo até ser promovido.

A entidade também prestada assistência a famílias carentes, como aquisição de medicamentos, cesta básica, carnes, verduras e legumes produzidas na própria horta da entidade e também leite pasteurizado. É realizada sindicância na família através de pessoas com aptidão e capacitadas para avaliação na situação socioeconômica a mesma.

           A Instituição tem como orientação AS Regras da SSVP e com o acompanhamento dos vicentinos. Porém toda comunidade é comprometida por eles, os internos.

 Origem dos Recursos:

          A instituição é mantida com a doação da comunidade. Uma vez ao ano, são escolhidos festeiros; homens e mulheres, que percorrem todo o município em busca de doações. Prendas para os leilões e bezerros para o leilão de gado. A Festa acontece geralmente no feriado de Corpus Christi. Há novenas, rodeios, leilões de prendas, shows, leilão de gado e sorteio de um prêmio maior, finalizando. A festa é realizada em um barracão da SSVP. (Esta festa geralmente dá para custear 70% das despesas).

          Durante o ano, são recebidas doações de roupas usadas, alimentos, novilho, porcos, roupas de cama, agasalhos, calçados. Próximo à cidade, há um balneário, aonde as pessoas vêm passar final de semana. Alguns proprietários aproveitam para visitar o lar e fazem doações em espécie e diversos.

         Algumas pessoas devotas também têm costume de fazer doações.

         Anexo ao terreno do Lar. Foi construído um hospital e a prefeitura o administra. Antes foi feito um documento, onde se reza: todo atendimento dos internos do Lar serão feitos pela Santa Casa de Caridade sem nenhum ônus para a instituição, e a contento.  Os vicentinos fazem questão de acompanhar e cobrar atenção devida.

           Infraestrutura:

   A instituição foi reconstruída, término em início de 2000. Antes eram casas e enfermaria. Hoje foram construídos módulos, nos quais residem seis pessoas, usando um mesmo banheiro e chuveiro, porém duas camas em cada quarto, separados dos demais por portas e unidos à ala por um corredor. São ala masculina e ala feminina.

  Para os mais debilitados foi feita uma enfermaria, onde cada um fica em um quarto pequeno. Possui área de lazer, cozinha que contem sala de manipulação dos alimentos, depósito de alimentos e refeitório, sala de fisioterapia, salão de beleza, capela e sala de TV, lavanderia, salas administrativa sendo uma para atendimento médico e psicológico uma para enfermeira, uma para administrador e uma para atendimento da nutricionista e fisioterapeuta e um corredor todo coberto onde eles podem circular.

O Lar São Vicente conta com gerador com capacidade de 60KVA, e um poço artesiano com capacidade de vazão de 2.000 litros de agua por hora, tendo um reservatório de água com 20.000 litros.

          Há um pequeno pomar, onde são colhidas verduras e alguns legumes para as refeições. O Lar tem capacidade para atender 40 pessoas com o mesmo conforto.

APRESENTAÇÃO

O Lar São Vicente de Paulo de Capitólio, fundado em 15 de outubro de 2000 é uma entidade filantrópica cujo trabalho consiste no atendimento em Instituição de Longa Permanência para Idosos.

As atividades desenvolvidas pelo Lar São Vicente de Capitólio são de ação continuada, priorizando o atendimento de idosos residentes em Capitólio, MG, que estão em situação de risco e/ou vulnerabilidade social, que não possuem condições materiais e/ou físicas para prover sua subsistência e que não possuem família ou, se a possuem, esta não apresente condições de oferecer ao idoso os cuidados necessários ao seu estado.

A instituição realiza seus trabalhos em conformidade com a Política Nacional do Idoso, Lei n°. 8.842/1994, com o Estatuto do Idoso, Lei n° 10.741/2003, com o Estatuto do Lar São Vicente de Paulo de Capitólio, e se encontra adequada aos padrões exigidos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e demais órgãos de fiscalização como Conselho Regional de Enfermagem (COREN), Conselho Regional de Nutrição (CRN), Conselho Regional de (CRA), Conselho Regional de Fisioterapia (CREFITO), entre outros.

A entidade conta com colaboradores de diferentes áreas de atuação, para melhor atender aos assistidos, tais como Administrador, Enfermeira, Técnicas de Enfermagem, Nutricionista, Fisioterapeuta, Psicóloga, Cozinheiras, Auxiliares de Limpeza, Auxiliares de Lavanderia e Cuidadoras.

MISSÃO

O Lar São Vicente de Paulo de Capitólio tem como missão amparar e proteger pessoas idosas, assegurar sua saúde e bem-estar, defender sua dignidade, prestar assistência social e espiritual, reduzir os fatores de risco à saúde comuns nessa fase da vida, oferecer atendimento de qualidade aos idosos.

A entidade também presta assistência a famílias carentes, com visitas periódicas e aquisição de medicamentos. Esta assistência é prestada após realização de sindicância na família para averiguação da situação de vulnerabilidade e/ou risco à saúde física, mental e social.

DIRETORIA 2017/2019

Todos os membros da diretoria são voluntários. O presidente, que deverá ser um vicentino, é eleito por membros da Sociedade de São Vicente de Paulo por um mandato de dois anos. Uma vez eleito, ele compõe sua equipe de direção. Atualmente, a diretoria é composta dos seguintes membros:

Presidente: José Antônio Terra
Vice Presidente: Gilson dos Santos Guerra
Tesoureiro: João Claudio de Freitas Soares Machado
Vice tesoureiro: Antonio Elias Goulart
Secretária: Lucélia Agda Machado
Vice Secretário: Domingos Machado

Conselho Fiscal Titular:
Sebastião Gonçalves Soares
Zilda Silva Soares
Angelita Leite Rodrigues

Conselho Fiscal Suplente:
Alaíde Rodrigues da Silva
Maria das Graças Vilela Lemos
Edisson Luiz da Silva